Notícias
 
Comércio electrónico cresce sustentadamente nos próximos anos
 
     
 

O comércio electrónico pode esperar pelo menos mais quatro anos de crescimento sustentado, defende a Forrester Research. Já a empresa de medição de audiências Nielsen/NetRatings estima que a próxima época de Natal se assemelhe à de 2001 de muitas formas, mas garante que os retalhistas de comércio electrónico terão novas oportunidades para atrair os compradores que recorrem à Internet em busca de preços mais baixos.

A longo prazo, e de acordo com a Forrester, o comércio electrónico nos Estados Unidos irá continuar a crescer a uma taxa "progressiva, mas impressionante" de mais de 25 por cento ao ano. A empresa de pesquisas prevê que em 2007 as vendas online sejam responsáveis por cerca de oito por cento de todas as despesas em retalho, comparativamente ao um por cento verificado actualmente.

Entretanto, o número de lares norte-americanos a partir dos quais são efectuadas compras online irá quase duplicar para os 63 milhões em 2007. A consultora refere que, em média, as vendas através da Internet relacionadas com comes e bebes irão crescer 49 por cento ao ano, os produtos para o lar 42 por cento, e as flores, presentes e postais uns 41 por cento.

A Forrester assinala contudo, que embora a previsão de crescimento geral de 27 por cento possa impressionar, esmorece se comparada com a taxa de crescimento anual dos últimos cinco anos de 97 por cento.

A NetRatings por sua vez conclui que os retalhistas online estariam melhor se se concentrassem no item preço, e não nas promoções em redor dos portes gratuitos, já que os dados recolhidos por si indicam que os descontos apresentados no ano passado pelos retalhistas de comércio tradicional podem ter roubado algumas das potenciais vendas através da Internet.

 
     
  <voltar  
     
  17 de Outubro de 2018  

 

   
 
 Desenvolvimento por VIDAMnet Dep. de Design