Notícias
 
Preços do petróleo vão continuar a subir até 2007
 
     
 

Os preços do petróleo vão continuar a subir nos próximos meses devido sobretudo à capacidade limitada das refinarias para elaborar os seus produtos derivados do crude que precisam cada vez de mais quantidades que deverá aumentar apenas no início de 2007.

Para além disso, a instabilidade no Médio Oriente e as dificuldades dos países que não pertencem à Organização dos Países Exportadores de Petróleo em aumentar a produção são também factores que impulsionam os preços.

Este é o panorama descrito pelo secretário-geral da OPEP, Adnan Shihab-Eldin em entrevista ao jornal «Kurier» que defende que a organização cumpre ao máximo a sua função de fornecer petróleo ao mundo, assegurando que os mercados estão bem abastecidos, mas que prevê que a matéria-prima deverá continuar a atingir novos máximos recordes.

«Não prevejo que os preços do petróleo venham a cair tão cedo», disse o mesmo responsável acrescentando que «há uma hipótese razoável de que o preço caia para níveis abaixo dos 50 dólares mas tal não é provável».

Actualmente «estamos a produzir 30,3 milhões de barris por dia. A procura mundial de petróleo da OPEP situa-se nos 30,2 milhões de barris e deverá subir até aos 30,5 milhões de barris nos últimos três meses deste ano e a OPEP pode facilmente oferecer esse volume», explicou o também responsável pelo Departamento de Investigação do grupo.

A impulsionar os preços estão factores como a instabilidade nas negociações do Iraque e do Irão relativamente ao seu programa nuclear. A isto juntam-se «os grandes défices na indústria de processamento de crude em países consumidores como os EUA e a China» e também um «menor crescimento na oferta dos produtores que não são membros da OPEP», acrescentou.

 
     
  <voltar  
     
  25 de Junho de 2018  

 

   
 
 Desenvolvimento por VIDAMnet Dep. de Design